domingo, 17 de julho de 2011

Paciência




Pessoas ocupadas criam vidas ocupadas. E vidas ocupadas dão uma sensação de pressa contínua na qual esperar por qualquer coisa nunca parece ser uma opção. Mas depois de um tempo, a natureza cansativa de nossas ocupações nos faz parar e refletir. Nos faz ouvir o chamado interior para um ritmo mais lento. Nos faz sentir a necessidade de uma pausa, de colocar um freio na corrida. Alguma vez você  já decidiu conscientemente não apressar algo por saber que no fundo tudo vai acontecer da maneira certa no momento certo? Os mais velhos e mais maduros tendem a fazê-lo. Alguma vez você já decidiu não correr para algum lugar ao perceber que você não pode chegar lá mais rápido do que o seu modo de transporte, e que você não pode controlar o que surge no caminho? Motoristas de ônibus aprendem a fazê-lo. Mesmo numa corrida de Fórmula 1, os pilotos têm de fazê-lo.” Mike George, Clear Thinking, Are you pacient or just the pacient, 22/05/11


Nenhum comentário: