Pesquisa QC

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Trabalho


"Esta é uma história sobre quatro pessoas: todo mundo, alguém, qualquer um e ninguém. Havia um importante trabalho a ser feito e todo mundo tinha certeza de que alguém o faria. Qualquer um poderia tê-lo feito, mas ninguém o fez. Alguém zangou-se porque era um trabalho de todo mundo. Todo mundo pensou que qualquer um poderia fazê-lo, mas ninguém imaginou que todo mundo deixasse de fazê-lo. Ao final, todo mundo culpou alguém quando ninguém fez o que qualquer um e todo mundo deveriam ter feito".

Autor desconhecido.

domingo, 23 de agosto de 2009

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Trotes ao Serviço de Emergência




Aplicar trotes ao serviço de emergência pode custar uma vida. Enquanto uma pessoa fica ocupando a linha telefônica, outra pode estar precisando entrar em contato. Enquanto a ambulância vai atender um chamado falso, uma pessoa que realmente precisa pode até morrer por falta de atendimento. São centenas de ligações falsas por dia somente em Porto Alegre (Brasil). Em 2009, somente no primeiro semestre, 37% das ligações foram trotes. Fonte: SAMU/Porto Alegre.


segunda-feira, 10 de agosto de 2009

O Paradoxo do Nosso Tempo


Nós bebemos demais, fumamos demais, gastamos sem critérios, dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e rezamos raramente. Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores. Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente. Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; Adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos. Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio. Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores. Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos. Aprendemos a nos apressar e não, a esperar. Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos. Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; Do homem grande de caráter pequeno; Lucros acentuados e relações vazias. Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'. Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa. Uma era que leva essa mensagem a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente esquecer. Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre. Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer. Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame...ame muito. Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro. O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas AMAR tudo que você tem! Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado! George Carlin.


sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Reduza o consumo de combustível de seu automóvel

Troque as velas gastas (manter limpas e reguladas); Troque sempre o filtro de ar como recomendado; Não ande em banguela (aumenta o consumo em carros com injeção eletrônica); Mantenha os pneus calibrados (pneus murchos aumentam consideravelmente o consumo); Mantenha as janelas do carro fechadas; Evite pesos inúteis no porta-malas. O maior vilão: pneus murchos. Com estes cuidados, a redução do consumo diminui sensivelmente. Comprove!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

A Importância das Árvores



Os benefícios que a árvore nos traz são inúmeros e variados. Sua importância é estar associada à vida, ao ar que respiramos. Daí a necessidade de mantermos o equilíbrio das florestas, preservando as matas nativas e mantendo protegidos os mananciais, onde fauna e flora encontram ambientes diferenciados. Benefícios: Proteção dos Solos (Evitam a erosão. A erosão leva embora as sementes que poderiam germinar); Proteção de rios e nascentes (Evitam o assoreamento e contaminação); Fertilização (Trazem nutrientes do subsolo para a superfície e formam húmus com a queda de seus galhos e folhas); Fornecimento de materiais (madeira, papel, carvão, substâncias medicinais, além de óleos, resinas, gomas, essências, mel, frutos, flores, entre outros); Preservação da vida silvestre e de plantas (servem para abrigo, alimentação ou reprodução de animais); Retirada de poluentes do ar; Influência na economia (servem como fonte de renda: indústria química, farmacêutica, cosmética, etc.); Influência no clima (influenciam na umidade, precipitação, escoamento superficial e temperatura, entre outros fatores); Diminuição de ruídos externos; Embelezamento da cidade e valorização dos imóveis do ponto de vista ambiental, paisagístico e econômico; Contribuição para o equilíbrio psicossocial, transmitindo sensação de calma e conforto às pessoas.