Pesquisa QC

Pesquisa personalizada

domingo, 28 de junho de 2009

A diferença entre países ricos e pobres


A diferença entre países pobres e países ricos não é a idade do país. Isto pode ser demonstrado por países como Índia e Egito, que têm mais de 2000 anos e são pobres. Por outro lado, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, que há 150 anos eram inexpressivos, hoje são países desenvolvidos e ricos. A diferença entre países pobres e países ricos também não reside nos recursos naturais disponíveis. O Japão possui um território limitado, 80% montanhoso, inadequado para a agricultura e a criação de gado, mas é a segunda economia mundial. Executivos de países ricos que se relacionam com seus pares de países pobres mostram que não há diferença intelectual significativa. A raça ou a cor da pele também não são importantes: imigrantes rotulados de preguiçosos em seus países de origem são a força produtiva de países europeus ricos. Qual é, então, a diferença? A diferença é a atitude das pessoas, moldada ao longo dos anos pela educação, pela cultura. Ao se analisar a conduta das pessoas nos países ricos e desenvolvidos, constata-se que a grande maioria segue alguns princípios de vida: 1. a ética, como princípio básico; 2. a integridade; 3. a responsabilidade; 4. o respeito às leis e regulamentos; 5. o respeito pelo direito dos demais cidadãos; 6. o amor ao trabalho; 7. o esforço pela poupança e pelo investimento; 8. o desejo de superação; e 9. a pontualidade! Nos países pobres apenas uma minoria segue esses princípios básicos em sua vida diária. Não são pobres porque faltam recursos naturais ou porque a Natureza foi cruel. São pobres porque lhes falta atitude.

Nenhum comentário: