sábado, 27 de dezembro de 2008

PRESERVATIVO

CORTA O MOMENTO...
TIRA O PRAZER...
É DESCONFORTÁVEL...
É DIFÍCIL DE COLOCAR...
NÃO USÁ-LO PODE SER BEM PIOR: SIDA (AIDS).

Êxtase, a pílula da dor


O Êxtase (Ecstasy), a chamada pílula do amor, uma droga de classificação A no Reino Unido, causa euforia, desinibição, ansiedade e intensa sensação de sociabilidade. Porém existem casos onde os efeitos são exatamente o contrário: ao invés de prazer, a pessoa pode ser tomada por uma sensação de paranóia e pânico, além de profunda depressão. Quem consome está sujeito a ingerir altíssimas doses da droga em um único comprimido, além de substâncias venenosas e outras drogas como LSD e heroína. É uma droga de alto risco que pode causar muitos efeitos, além dos descritos acima: taquicardia, desidratação, elevação da temperatura corporal (hipertermia fulminante: morte), hipertensão seguida de hipotensão, tremores, bruxismo, diminuição do apetite, distúrbios da memória, danos permanentes no sistema nervoso central, fadiga, dores musculares, insônia, náusea, alucinações visuais, cefaléia e sudorese. A droga compromete o desempenho sexual masculino, diminui a resistência do organismo, aumenta o risco de propagação da AIDS. Utilizada com o Viagra pode causar infarto e derrames. Nas festas onde há altas temperaturas ambientais, podem propiciar ao usuário desmaios e convulsões e até a morte. Se você for usuário do êxtase, ou pretende ser, considere consultar o seu médico ou agentes de saúde em clínica de tratamento. A maioria delas estará acessível para discutir sobre o consumo de drogas e poderá fornecer informações preciosas sobre como minimizar os riscos. Ela leva à dependência fisiológica e psicológica pois: induz tolerância, é utilizada em doses maiores do que o planejado. DROGAS, TÔ FORA...

domingo, 14 de dezembro de 2008

Segurança no Orkut

-Inicialmente, tenha uma senha segura (que não seja sua data de nascimento, por exemplo; de preferência com número + letra + caractere especial) e modifique a regularmente; Nunca disponibilize informações pessoais como nome completo, nome dos pais, endereço residencial, telefones (residência, colégio, etc), local de trabalho, renda, locais que costuma frequentar e outras informações que possam dar dicas de como te encontrar pessoalmente; Não coloque fotos sensuais ou muito chamativas. Não utilize os "scraps" para dizer onde poderá ser encontrado. Se assim o fizer, certifique-se que depois de lido, tais recados sejam apagados; Uma boa dica é sempre apagar os recados (scraps). Evitar que curiosos saibam de coisas de sua vida é sempre bom; Não coloque fotos do local onde mora e de bens que possam chamar a atenção de ladrões; Não clique em nenhum link mandado por scrap, testemunho ou mensagem, mesmo vindo de amigos, há uma grande possibilidade de ser malicioso; Não clique em links recebidos por e-mail sem ter a certeza absoluta de que o mesmo é confiável, mesmo vindo de algum amigo ou conhecido; Leia com atenção a Política de Privacidade, Termos de Uso e Central de Segurança do Orkut com atenção, disponível no rodapé do seu perfil. Pode parecer tempo perdido, mas vale a pena; Não aceite ninguém sem antes fazer uma visita à página da pessoa e dar uma boa lida no seu perfil, seus gostos e seu estilo de vida. Se não tiver nada a ver com você, não existe a menor vantagem em adicionar. O fato de ter muitas pessoas na sua lista, não quer dizer que você tenha muitos amigos. Sempre quando se deparar com material inapropriado, denuncie.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Percepção da Realidade

Certa vez, numa cidade do interior, chegou um grande circo. Quatro cegos, passeando juntos, aproximaram-se do local onde o domador estava cuidando de um dos elefantes do circo. Pararam e perguntaram ao domador se podiam tocar no animal, ao que ele concordou. Um deles, mais alto, de braços erguidos, bateu na orelha do elefante;outro,encontrou a barriga; o outro apalpou a perna e o quarto segurou a tromba. Logo depois voltaram ao passeio satisfeitos, porque agora sabiam o que era um elefante. E foram conversando, até que pararam numa pracinha, sentaram-se num dos bancos e começaram a discutir sobre o elefante: - Elefante é apenas uma espécie de ventarola grande, felpuda no meio e rugosa – disse o cego alto. – Nada disso – retrucou o que examinou a tromba – eu examinei cuidadosamente o bicho. Trata-se de um tubo maleável, pesado, forte e que se movimenta o tempo todo. - Tudo errado! - falou o que tocara a perna – eu constatei que é uma pilastra firme e forte. - Eu acho que vocês estão loucos – corrigiu o que apalpara a barriga - não perceberam que o elefante é como um enorme casco de navio, áspero e vivo!?  E as discussões se seguiram, sem é claro, chegarem a nenhuma conclusão.  Autor Anônimo.

Moral: Quanto menos parcial for a nossa percepção da realidade, mais chances temos de nos aproximar do todo e melhor entendermos a realidade à nossa volta. E, ainda, se não somos flexíveis e procurarmos entender as razões do outro, não poderemos rever as nossas percepções e chegar a novos aprendizados.